Turismo

Regularização de campings quase triplica no Paraná durante a pandemia

Publicada em 23/08/2021 às 10:21h - 63visualizações

por MTur


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: MTur)

As atividades em meio à natureza despontaram na preferência dos turistas em busca de alternativas seguras de lazer diante da pandemia de Covid-19. Com isso, também cresceu o interesse do segmento em se regularizar e ofertar um serviço responsável e de qualidade aos visitantes. Dados do Ministério do Turismo apontam um aumento de 112% no número de acampamentos turísticos inscritos no Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) entre o início de 2020 e agosto deste ano, passando de 184 para 390 cadastros. Se comparado ao ano de 2018, o número mais que triplicou.

Os estados com maior percentual de aumento foram Goiás (381,8%), que passou de 11 acampamentos cadastrados no início de 2020 para 53 em agosto de 2021; Rio Grande do Sul (185,7%), que passou de 14 para 40; Mato Grosso (183,3%), que foi de 6 para 17; e Paraná (166,6%), passando de 12 para 32 estabelecimentos. Minas Gerais e Rio de Janeiro também dobraram o número de campings cadastrados no período. Já os estados que possuem o maior número de acampamentos turísticos são Rio de Janeiro (54), Goiás (53), São Paulo (46) e Rio Grande do Sul (40).

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, ressaltou a importância da regularização dos prestadores de serviços turísticos, principalmente com a retomada do setor em todo o país. “A pandemia criou um perfil de turista mais responsável e consciente, que vai buscar por empresas e profissionais sérios que ofertem serviços de qualidade. Com o avanço da vacinação, a retomada se faz cada vez mais presente e os turistas estão ávidos por destinos de natureza, um dos pontos fortes do Brasil”, declarou o ministro.

A empresária Renata Foresti acampa há quatro anos e, durante a pandemia, continuou visitando o camping que costuma frequentar. "Sempre me senti bastante segura. Por possuir um terreno amplo, o local nunca fica cheio e as barracas estão sempre distantes umas das outras. Tem bastante privacidade”, conta.

Segundo Renata, os acampamentos turísticos são uma ótima opção de lazer para todos os gostos e idades. Ela e o marido levaram as filhas na primeira aventura em um camping e, desde então, este se tornou o passeio preferido da família. “Qualquer pessoa pode acampar. Eu nunca pensei que fosse gostar, mas quando me convidaram, aceitei e não parei mais. Existem campings de diferentes níveis de conforto e praticidade, basta escolher o que melhor se encaixa no seu perfil”, afirma.

Por trabalhar com marketing de influência, Renata está sempre “online”. Por isso, para ela, a prática é um refúgio da correria do dia a dia. “Uma das coisas que mais gosto é que lá não tem internet. Eu me desconecto completamente do trabalho e dos problemas e me conecto com o que realmente importa: a família e a natureza”, conta.

As memórias criadas durante o acampamento e o contato com a natureza é o que mais encanta Renata. “A gente acorda, faz trilhas e passa o dia nas cachoeiras se divertindo. À noite fazemos fogueira e vamos ao rio, levamos cobertor e nos deitamos nas pedras aquecidas pelo sol durante o dia para admirar o céu cheio de estrelas. É possível ver cerca de dez estrelas cadentes em questão de minutos! Por isso eu chamo o camping de ´meu hotel milhares de estrelas´. É uma experiência maravilhosa!”, relata.

A empresária dá algumas dicas para quem pretende ingressar nesta atividade. “Claro que depende muito da experiência que a pessoa quer viver, se quer algo com mais conforto ou algo mais rústico. Mas eu aconselharia a levar uma barraca com altura suficiente para ficar em pé, um colchão auto inflável e um lampião de pilha para iluminar durante a noite”, destaca.

Renata Foresti acampa há 4 anos e afirma ser uma opção segura de lazer em meio à natureza. Crédito: Arquivo pessoal

Renata Foresti acampa há 4 anos e afirma ser uma opção segura de lazer em meio à natureza. Crédito: Arquivo pessoal

CADASTUR - Os acampamentos turísticos estão entre as atividades de cadastro obrigatório no Cadastur. Segundo a Lei do Turismo, eles são definidos como áreas especialmente preparadas para a montagem de barracas e o estacionamento de reboques habitáveis (motorhomes), ou equipamento similar, dispondo, ainda, de instalações, equipamentos e serviços específicos para facilitar a permanência dos usuários ao ar livre.

Para saber mais e se cadastrar clique AQUI.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, o crescimento no número de cadastros desta atividade está relacionado aos trabalhos de promoção e conscientização do Ministério do Turismo junto aos prestadores de serviços turísticos. “Nossos esforços são incessantes no sentido de sensibilizar os estabelecimentos e profissionais do setor e difundir a importância do cadastro e os benefícios que ele pode aportar aos cadastrados”, destacou.

Dentre as vantagens do Cadastro estão o apoio em eventos, feiras e ações do MTur, o incentivo à participação em programas e projetos do governo federal, a visibilidade nos sites do MTur e do Cadastur, além de acesso a financiamento para melhorias nos serviços.

Quem está no Cadastur também pode obter o Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro do MTur, que estabelece protocolos específicos para 15 atividades turísticas, entre elas, os acampamentos turísticos. O Selo representa um diferencial aos estabelecimentos por ser um símbolo do compromisso em adotar medidas de proteção contra a Covid-19. O cadastro é rápido, gratuito e pode ser feito online, clicando AQUI.

Conheça todas as vantagens do Cadastur AQUI.

APOIO A OBRAS – Os acampamentos turísticos podem contar com o apoio do Ministério do Turismo em diversas vertentes. Uma delas é o aporte de recursos para obras de melhorias de infraestrutura. Para acampamentos turísticos administrados por entes públicos, o MTur, por meio do Departamento de Infraestrutura Turística (DIETU) da Secretaria Nacional de Infraestrutura Turística (SNINFRA), promove a celebração de contratos de repasse de recursos para apoio a projetos de infraestrutura turística e execução de obras e serviços de engenharia.

Já os acampamentos privados, podem buscar apoio para investimentos via Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O Fungetur é uma linha de financiamento operada com recursos do Ministério do Turismo que serve tanto para capital de giro quanto para a realização de obras de construção, modernização e ampliação visando a retomada das atividades, além de reformas em geral nos empreendimentos.

Para acessar o Fungetur é preciso ter registro no Cadastur e procurar uma das instituições financeiras credenciadas a operar a linha de financiamento. As instituições financeiras, por sua vez, farão a análise dos pedidos e aprovação da liberação dos recursos. O financiamento conta com taxas (de até 5% ao ano, acrescida da Selic) e prazos (de até 240 meses) diferenciados para auxiliar empreendimentos turísticos de todo o país. Para saber mais acesse AQUI.

FÓRUM MOB-TUR – Está em andamento, no âmbito do Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística (MOB-Tur) do Ministério do Turismo, o Grupo de Trabalho (GT) de Pontos de Apoio a Viajantes e Caravanismo, criado para estruturar e solucionar entraves para o desenvolvimento do setor e discutir, entre outros assuntos, tributação, legislações, desenvolvimento econômico local, além do mapeamento de pontos turísticos que possuem áreas de apoio a estes viajantes.

O GT vem realizando uma série de encontros com as principais entidades do setor, além de campistas e gestores da área de transporte para entender as demandas e desafios do segmento.

Na última semana, representantes de entidades do setor de campismo e caravanismo estiveram reunidos com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, em Brasília. Na ocasião, foi entregue ao ministro um documento assinado por mais de 360 campistas contendo sugestões de melhorias para o segmento. O documento será usado para subsidiar as ações que estão sendo desenvolvidas pelo GT.

Instituído pelo Ministério do Turismo em setembro de 2020, o Fórum MOB-Tur tem a função de discutir e propor políticas e estratégias para aperfeiçoar a mobilidade e a conectividade turística no Brasil.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)99931-4708

Visitas: 2144287
Usuários Online: 2
Copyright (c) 2021 - A Serviço do Povo!
Converse conosco pelo Whatsapp!