Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
Turismo

Foz do Iguaçu é estratégica para turismo internacional no Brasil

Publicada em - 114 visualizações

por Assessoria


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Foz do Iguaçu é a área mais estratégica para o nosso turismo, não só do Paraná, mas do Brasil e até da América do Sul. A avaliação é do empresário Fábio Aguayo, diretor da Confederação Nacional de Turismo (CNTur) e vice-presidente de relações institucionais da Federação do Turismo do Paraná (Feturismo), ao comentar a reabertura dos atrativos da cidade, prevista para 10 de junho.

O destino turístico, sede do Parque Nacional do Iguaçu no trecho onde estão as Cataratas do Iguaçu, recebeu em 2019 mais de dois milhões de visitantes. Aproximadamente 50% deste total, eram estrangeiros residentes em todos os países do mundo. “A expectativa é que a retomada da economia tenha início já nesta data, em 10 de junho”, ressaltou Aguayo, em entrevista.

De acordo com ele, mesmo com a retomada, preocupa saber que o turismo internacional vai demorar para retornar. Ainda mais que a maioria desses turistas, que visitam Foz do Iguaçu, são pessoas acima dos 60 anos, aposentados, afirma. “Óbvio que vem muitos jovens, mas as pessoas com mais poder aquisitivo, a gente tem acompanhado são as que já estão com idade mais avançada”, ressaltou.

Na avaliação do representante da CNTur e Feturismo, são exatamente estes que vão fazer falta nesse momento da retomada econômica da região. “Temos que explorar muito o turismo interno, nacional, até porque a Tríplice Fronteira (com Paraguai e Argentina) está fechada”, ponderou.

Exatamente em função deste quadro, Fábio Aguayo acredita ser necessário para todo o Brasil, trabalhar o turismo interno e regional. “Aqui do Sul, pessoas do entorno de Foz do Iguaçu, do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, como tradicionalmente respondem por boa parte dos turistas na região”.

O representante das entidades conclui lembrando que o turismo representa uma boa parcela da economia paranaense. “É uma renda muito grande do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Acredito que de 7% a 8% vem do turismo. Não temos dúvida que a metade disto é oriunda de Foz do Iguaçu”, disse Aguayo. Que completou: “Então, você vê a força dessa região e é o que precisamos aprender como vai ser daqui para frente”.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)99834-0411

Visitas: 948349
Usuários Online: 67
Copyright (c) 2020 - A Serviço do Povo!