Ações Fruet

Paraná terá parcerias nacionais e internacionais pela retomada do turismo

Plano foi apresentado pelo presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl em reunião com a Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa

Publicada em 01/09/2021 às 09:47h - 66visualizações

por ALEP


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Assessoria)

A Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Paraná se reuniu, na tarde desta terça-feira (31), com o presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, que falou dos esforços na retomada do setor com a expectativa pela reabertura das atividades após a pandemia.

No encontro remoto comandado pelo presidente da Comissão, deputado Soldado Fruet (PROS), Jacob Mehl destacou a preparação de um Famtour – que é uma forma de promoção com o objetivo de apresentar e familiarizar o fornecedor do produto turístico - com operadores e agentes de viagens de todo Brasil, programado para novembro, que deve culminar no evento Governo 5.0 em Foz do Iguaçu.

A intenção, segundo o presidente da Paraná Turismo, é atrair a atenção para os pontos de interesse nas 15 microrregiões turísticas do estado. O mesmo acontecerá no ano que vem, desta vez com empresas de turismo internacionais. “O Paraná sobe 5,7% em seu turismo, um dos que mais crescem no país em turismo hoje”, afirmou.

O presidente da Paraná Turismo comentou ainda o trabalho da Assembleia Legislativa na aprovação de outros projetos que visam o desenvolvimento do turismo regional, como o cicloturismo, que tem sido uma alternativa e crescido bastante durante a pandemia. Inclusive na pauta da reunião da Comissão estavam três projetos de criação de ciclorrotas no estado.

A assessora técnica do órgão, Priscila Cazarin Braga, falou do turismo regional, listado como meio de atrair as pessoas aos destinos mais próximos com ações colaborativas entre o poder público, iniciativa privada e terceiro setor. Este plano é baseado no Programa de Regionalização do Turismo do Ministério do Turismo que divide o Paraná em 15 microrregiões representadas por Instâncias de Governanças Regionais (IGR).

De acordo com ela, as viagens pelo estado têm sido uma característica do período pós-pandemia, com distâncias curtas, de até 200 quilômetros. Foi mostrado aos deputados também o projeto “Vocações Regionais Sustentáveis”, com 15 pontos de parada para apoio à comercialização e divulgação de produtos paranaenses.

Já a diretora técnica, Isabella Tioqueta, falou dos projetos de lei que devem ser encaminhados pela Paraná Turismo à Assembleia Legislativa para fortalecer o setor. “Um deles é da criação do Fundo Estadual de Turismo, uma demanda de mais de 20 anos no estado, gerido pelo conselho estadual de turismo”, disse.

Ela listou também a regulamentação da regionalização do turismo no Paraná, que necessita de amparo legal. Ainda de um projeto de lei para o Master Plan paranaense; projeto de lei do Turismo de Base Comunitária (TBC). “Ainda em 2022 será encaminhada a discussão de atualização da Política Estadual De Turismo diante de um novo cenário de inovação e tecnologia”, explicou.

O presidente da Comissão parabenizou a Paraná Turismo pelo trabalho realizado, focado no desenvolvimento do turismo regional. Para Soldado Fruet, é muito importante essa aproximação do órgão com a Comissão de Turismo, que não ocorria em mandatos anteriores. "A Paraná Turismo quer caminhar junto conosco, seus diretores se prontificaram a participar das nossas reuniões, opinando sobre as propostas que discutimos e sugerindo ideias de projetos”, ressaltou.

Segundo o parlamentar, "o apoio do poder público é fundamental para alavancar o imenso potencial do setor, que foi muito afetado pela pandemia, mas felizmente já temos vários indicadores positivos da retomada das atividades, como o crescimento da visitação nos atrativos e na taxa de ocupação da rede hoteleira de Foz do Iguaçu, por exemplo, que se refletem em movimento em outros setores, como transporte, comércio e gastronomia, gerando emprego e renda para a população”.

Participaram da reunião ainda os deputados: Anibelli Neto (MDB), Galo (PODE), Professor Lemos (PT) e Rodrigo Estacho (PV).

Projetos - Ainda durante a reunião os deputados aprovaram os pareceres favoráveis a três propostas para criação de rotas cicloturísticas no estado. O projeto de lei 701/2020, assinado pelo deputado Goura (PDT), institui o circuito Quilombolas da Ribeira e Parque das Lauráceas, que compreende municípios do Vale do Ribeira, como Adrianópolis e Tunas do Paraná, na Região Metropolitana de Curitiba.

O projeto 553/2020, dos deputados Delegado Recalcatti (in memorian), Marcio Pacheco (PDT) e Goura, cria o Circuito Rota Oeste, entre os municípios das microrregiões de Foz do Iguaçu, Toledo e Cascavel. E o projeto 551/2020, dos deputados Goura Rodrigo Estacho (PV) e Evandro Araújo (PSC), que cria o Circuito Rota Vale do Ivaí com dez municípios nas proximidades de Borrazópolis, na região Central do Paraná.

Todos os projetos de lei têm por objetivo fomentar o turismo ecológico nas regiões destacadas em parcerias com as prefeituras que definirão os atrativos naturais e culturais, monumentos históricos, locais de hospedagem, alimentação e hidratação, bicicletas e bicicletários, além das unidades de saúde disponíveis no traçado que serão divulgados aos visitantes.

As iniciativas têm em suas justificativas também a baixa demanda por obras ou investimentos do estado e das prefeituras municipais. “A criação de estruturas e tomada de medidas simples e eficazes pode atrair numerosos participantes e movimentar regiões que antes não seriam exploradas turisticamente”, cita a justificativa do projeto 701/2020.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)99931-4708

Visitas: 2144321
Usuários Online: 8
Copyright (c) 2021 - A Serviço do Povo!
Converse conosco pelo Whatsapp!